quarta-feira, agosto 18, 2010

Coisas minhas

Nunca fui de ficar parada à espera que a sorte me viesse bater a porta, se bem que essa fulana, a sorte, tem sido coisa que não abunda para este lado, principalmente desde que casei. A nivel sentimental, estas coisinhas más que nos têm acontecido, têm vindo a tornar mais forte aquilo que nos uniu há 10 anos atrás. Juntos temos ultrapassado tudo e iremos ultrapassar mais esta de certeza.
Também sempre fui pessoa de tentar ajudar os meus amigos, vivo intensamente os seus problemas na tentativa de os tentar ajudar naquilo que posso e no que não posso, mas muitas das vezes a impotência de não poder fazer mais que ser um ombro amigo e boa ouvinte corroi-me por dentro. Antes de mais, agradeço a todos os meus amigos, Aqueles Amigos com A grande, que confiam e mim e que são aqueles em quem eu posso confiar. Esses sim, sei que eles estão lá e eles sabem que eu estou cá.

4 comentários:

gaiatA disse...

Isto vai melhorar.. pensamento positivo..

um beijinho n0sso*

Sofia C. disse...

E pronto...às vezes é preciso deitar cá pra fora.
Como diz o povo: "o Diabo nem sempre está atrás da porta".
bjoka

Anónimo disse...

antes de mais, se não te preocupasses com os outros e sentisses o que sentes, não serias tu, simplesmente. Conheço-te há já alguns aninhos para saber o que digo. E não vale apena dizer: não te preocupes, vai correr tudo bem, melhores dias virão...etc. Nós é que sabemos o que sentimos.
O bom disto tudo é que são nestas alturas que descobrimos os verdadeiros amigos.
Eu sei que és uma pessoa muito especial e amiga.
Por isso um beijinho e força para mais uns obstáculos a ultrapassar na vida.

Bjs
Ana Paula

Sol disse...

Olá Isália,

Posso imaginar o que estás a sentir, eu passei por algo semelhante, talvez pior, porque abrimos uma loja (franchising) que quase nos levou a falência total, mas tivemos sorte porque a empresa mãe faliu também, senão seria uma desgraça total. Quantas vezes não tive que meter dinheiro do meu salário mísero para cobrir despesas da loja!!! Nem me quero lembrar disso...
Mas diz o ditado: Não há mal que sempre dure nem bem que perdure. Melhores dias virão!!
E Boa Sorte, essa também é precisa!
Beijinhos